Pesquisar este blog

domingo, novembro 27, 2005

Corpo Sem Querer II

Deixo mais um texto, como diria Chiquinho Francisco Medeiros, só pra provocar...


"Na realidade a magia é uma ciência divina.
Na verdadeira acepção da palavra, ela é o conhecimento de todos os conhecimentos, pois nos ensina como conhecer e utilizar as leis universais. Não há diferença entre magia e misticismo, ou qualquer outro conceito com esse nome, quando se trata da verdadeira iniciação. Sem se considerar o nome que essa ou aquela visão de mundo lhe dá, ela deve ser realizada seguindo as mesmas bases, as mesmas leis universais. Levando em conta as leis universais da polaridade entre o bem e o mal, ativo e passivo, luz e sombra, toda ciência pode ser aplicada para objetivos maléficos ou benéficos. Como por exemplo uma faca que normalmente só deve ser utilizada para cortar o pão, nas mãos de um assassino pode se transformar numa arma perigosa. As determinantes são sempre as particularidades do caráter de cada indivíduo. Essa afirmação vale também para todos os âmbitos do conhecimento secreto."

FRANZ BARDON

Sou secreto? Sou aberto? Sou o que sou, e o que não sou, não conta? Meu caráter característico é ser místico? Intuo, logo existo? Entôo a minha confusão...

Corpo e alma... eu digo calma alma minha calminha. Alma e corpo, não entendo a dicotomia... calminha, você tem muito que aprender.

Um comentário:

Ângela disse...

OI! Não sei o que dizer, escrever... Minhas palavras não conseguem dizer o que estou sentindo aqui no fundo do meu coração confuso... Sei que te amo muito! Que vc é muito importante na minha vida, e que também morreria se um dia te perdesse por completo.... acho que as coisas tem mesmo que ser assim... senão, por quê seriam?

Obrigado por vc existir e fazer parte dessa minha vida confusa!!!


Te Amo muito! SEMPRE!!!


Bejinhos estalados...


eternamente...