Pesquisar este blog

terça-feira, dezembro 20, 2005

Corpos que me vêem

Par em par mar em mar lar em lar dar por dar par em lar mar em par lar em dar dar dar dar dar dar dar dar dar dar dar dar dar dar dar dar dar dar dar dar dar dar dar
ã? dar andar andar andar andar andar de lar em lar de par em par de mar em mar nunca dantes navegados

Sou angústia
Nunca sou suuuu(entoar sílaba para o agudo)ssegado
Sou fado

Não me enxerguem assim por estas vias do clichê.

3 comentários:

Ângela Garcia e Garcia disse...

Essa vida é muito louca mesmo.... Um vai e vem.... Sai e volta.... Mas uma coisa é única, o sentimento que se sente....

te amo!

beijinhos estalados!

casadeperformance disse...

visto
lido
e de agora em diante
observado...
você está sendo observado.

Z. F. disse...

Na boa: difícil resistir. Esse corpo-palavra eu comia, e em silêncio me deixava comer!!! Hehehe. Falei. Muita Festa! À espera do papo-teatro! Beijo...