Pesquisar este blog

terça-feira, setembro 19, 2006

Correção de antemão atrasada:

A sova era de fio - de ferro - de cobre. A bunda devia arder mais que a chapa que passava a roupa.

Memória de irmã que atira certeira... correção feita;
Mais poético... família moderna. Vara, mesmo, vem de outros tempos, tempo de cutucar onça com birra curta. Quando ainda tinha onça. Se já tinha o fio do ferro, pouco em pouquinho sumiu o lago, o mato, a várzea... os fios ficaram... e vão sumindo pra dar lugar ao infra-vermelho, à fibra-óptica...

Os lagos devem estar em algum lugar, a gente que não descobriu ainda.

Um comentário:

Thaís disse...

Hehe...